fbpx

Neste post a nossa parceira Raquel Walter, Consultora em Organização, preparou algumas dicas de preparo da casa para a chegada de um bebê. Confira:

Organizar a casa para chegada de um bebê é algo muito prazeroso e que pode ser feito com calma ao longo dos meses da gestação. Neste período é comum receber muitos presentes, então planeje-se para adquirir o essencial.

Para o quarto o mobiliário necessário é berço, cômoda (com gavetas) se possível com cantos arredondados, roupeiro (pode ser adaptado caso já exista um no quarto), e uma poltrona ou cadeira confortável para amamentação. Se já houver uma cama de solteiro ou sofá-cama no cômodo, podem manter, pois será útil para acomodar quem vier ajudar (vovó, tia ou babá). Será preciso adquirir um carrinho e a cadeirinha para o transporte no carro (obrigatório de 0 a 7 anos). Pense sempre no conforto do bebê, mas esteja atenta para praticidade na hora de transportar (tamanho, montagem, desmontagem e onde guardar) o carrinho.

No início enquanto o bebê é amamentado pela mãe, os utensílios de cozinha não serão tão importantes, mas assim que iniciar o uso de mamadeiras, é importante ter uma panela própria para esterilizá-las. E quando começar a ingestão de frutas e papinhas separe talheres e pratinhos para uso exclusivo do bebê. O mesmo cuidado para lavar as roupas e demais pertences do pequeno. Tenha um balde exclusivo para ele e se for usar a máquina de lavar, nunca misture com as roupas dos adultos. O sabão e amaciante também são diferentes, mais suaves e específicos para bebês.

Outra aquisição necessária é uma banheira, preferencialmente que seja alta (na altura da cintura de um adulto) e com mangueira para facilitar o descarte da água do banho. E por falar em banho e trocas, importante ter tudo à mão e em uma altura que não force as costas durante a tarefa, por isso é comum que a cômoda também sirva como trocador.

Se forem pintar as paredes prefiram tintas sem cheiro de solventes naturais e cores calmas. Se a opção for papel de parede que utiliza cola com odor forte, faça com antecedência. Caso pensem em mudar o piso, prefira os mais fáceis de limpar (evite tapetes). Lembre também da iluminação do quarto. É interessante ter a possibilidade de controlar a intensidade, seja com dimmer (aparelho que regula a intensidade da luz), cortinas ou abajur.

 

À medida que a criança vai crescendo outros cuidados com a casa serão necessários, como a colocação de redes de proteção nas janelas e sacadas, portões para restringir acesso a escadas, ou outros cômodos da casa. Protetores de quinas e tomadas, travas para portas, gavetas e vasos sanitários garantem mais segurança para os pequenos e tranquilidade para os pais.

Como as roupinhas são miúdas, colmeias e cestos podem facilitar a organização e a manutenção das mesmas no armário ou nas gavetas. Vale a mesma lógica de categorizar por tipos e deixar mais próximo o que irá usar com mais frequência. Ao adquirir cabides atente para os dois tamanhos, os de bebê e os infantis, e prefira usar todos iguais em cada fase. No caso de gêmeos, modelos iguais e cores diferentes de cabide podem ajudar na organização.

 

Aos poucos a casa muda, tem outro cheiro, outros sons, uma energia diferente toma conta e a alegria se completa no dia que “Sua Majestade o bebê” chegar! E se precisar de ajuda, me chame!

raquel.organiza@gmail.com
instagram.com/raquel.organiza
facebook.com/RaquelWalterConsultora

Deixe um Comentário