fbpx

Quando um apartamento vai para locação, é preciso passar por um vistoria. Existem pré-requisitos nesta vistoria, afinal tanto para o locatário quanto para o proprietário, o imóvel deve ser inspecionado minuciosamente pra garantir uma entrega adequada na entrada ou saída de um inquilino. A vistoria é uma espécie de inspeção que pode ser feito pelo profissional qualificado, um vistoriador, contratado pela imobiliária para produzir um laudo sobre o estado do imóvel, principalmente abordando aparência, dentro e fora do imóvel.

A vistoria é uma constante no mercado imobiliário e protege o locador e o locatário. Mesmo não sendo obrigatória, ela garante que o imóvel seja entregue em condições de uso antes e depois da saída de um inquilino. A vistoria também garante que o proprietário receba seu imóvel no mesmo estado em que ele foi locado.

Alguns pontos são levados em consideração para que o imóvel seja considerado habitável. Porém alguns detalhes, fora deterioração, vazamentos, infiltrações e outros problemas de uso, não tornam o imóvel inabitável. Um exemplo é o piso, a cor, o acabamento. Todas as características do imóvel devem ser avisadas e constar na vistoria, para que a saída do inquilino seja amigável e não haja problemas.

Uma boa vistoria deve documentar todos os aspectos da estrutura em fotos, não somente em texto. Detalhes como fechaduras sem chaves, buracos de pregos e outros pequenos elementos não podem ficar de fora. Uma vistoria é feita na entrada do inquilino e outra na saída. Durante o contrato de locação, o proprietário inda pode fazer vistorias, caso receba denúncia de mau uso do imóvel. O locador também pode pedir uma vistoria de constatação caso tenha dado algum desconto ao locatário por ajustes e benfeitorias no imóvel.

Deixe um Comentário