Por ser um dos investimentos mais seguros, o número de negociações imobiliárias vem crescendo constantemente. E, apesar da crise política que estamos enfrentando, o mercado se mostra promissor tanto para investidores quanto compradores. Marcio Fenelon, consultor especialista em imóveis com mais de 20 anos de experiência no mercado financeiro e formação pela FGV, INSPER-IBMEC e FIPECAFI-USP, explica que o potencial se deve à Gestão Ativa dos negócios imobiliários, que implica, muito mais do que apostas, em  planejamento, pesquisa de mercado e “transformação de um imóvel para torná-lo mais valioso”. Além disso, o profissional apresenta sete fatores que reforçam o mercado imobiliário como sendo “o mais adequado para você construir fortuna”. São eles:

 

1) As famílias destinam grande parte de seus gastos à habitação

2) As famílias sempre precisarão de casas ou apartamentos para morar

3) As indústrias precisarão de prédios industriais

4) Os comércios precisarão de salas comerciais

5) Os imóveis ajudam a blindar você da inflação

6) Imóveis nunca saem de moda, são o sonho de consumo dos brasileiros

7) Imóveis não sofrem oscilações bruscas como outros ativos

 

Por isso, se você está querendo obter lucro com o seu imóvel, já sabe que tem grandes oportunidades pela frente e certamente já teve ou ainda tem muitas dúvidas sobre qual é a melhor forma de obter retorno financeiro: venda ou aluguel?

 

Sabemos que não é simples tomar a decisão. A sua escolha deve ser embasada no jogo do mercado, no potencial do seu imóvel e, principalmente, do entorno. Entre vender ou alugar, não há melhor ou pior, há mais ou menos adequado ao perfil de cada um. Em função disso, para dar um tiro certeiro é preciso muitas pesquisas, informações e conhecimentos sobre as vantagens de cada um.

 

Preparamos algumas dicas para você analisar as características de cada tipo de negócio e escolher o que será mais lucrativo e conveniente. Confira:

 

Vantagens x Desvantagens

As peculiaridades de cada uma das possibilidades é um bom começo para você acabar com as dúvidas e ir pelo melhor caminho. Veja no quadro os aspectos positivos e negativos de cada uma:

 

Vantagens Desvantagens
Venda
  1. Lucro rápido
  2. Valor alto de retorno de investimento
  3. Não precisar se preocupar com nada depois da venda – sem compromisso permanente com o imóvel
  4. Possibilidade de envolver outros bens – imóveis e carros – na negociação
  1. Não há renda a longo prazo
  2. Risco do momento do mercado reduzir o valor de venda
Aluguel
  1. Renda mensal
  2. Garantía de locação
  3. Possibilidade de venda posterior
  4. Tranquilidade de deixar tudo com a imobiliária, sem preocupações
  1. Depreciação do bem
  2. Eventual inadimplência

 

Pesquisa imobiliária

Depois de compreender as diferenças entre as duas opções, chegou a hora de mergulhar no mercado através de pesquisas. Verifique as vendas e aluguéis recentes no seu bairro e como elas foram estabelecidas, bem como as ofertas que ainda estão disponíveis na região. É importante compreender qual é a tendência econômica da região. Um crescimento é esperado? Em quanto tempo? O que prevê o plano diretor para o local? Não há nenhuma perspectiva de mudança? Questione o desenvolvimento, isso implica diretamente na busca dos locatários e compradores.

Você também pode se munir de informações através de organizações de estudo do mercado imobiliário, como Secovi, Sinduscon , Ademi e índice FipeZap.

 

Objetivo e necessidade financeira

Um pensamento prático e indispensável para a tomada de decisão é refletir sobre o objetivo da negociação. As  suas condições definem um ponto muito importante para ponderar entre as opções. Se o seu bolso está precisando de dinheiro o mais rápido possível, a venda é, sem dúvida, a melhor alternativa. Se não há empecilhos emergenciais, por outro lado, você pode aproveitar para investir optando pelo aluguel, especialmente se o seu bairro tem perspectivas de valorização. Assim você pode alugar por um tempo, e ainda assim, quando a especulação estiver indicando um valor mais alto, terá o seu imóvel disponível para venda.

 

Qual será mais lucrativo?

Para poder decidir, é preciso colocar na ponta do lápis os gastos e lucros envolvidos em ambas as transações. Questione-se por quanto tempo alugaria o imóvel, quais seriam as condições do contrato em relação à taxa de condomínio e compare com o montante final de uma possível venda.  Também considere a flexibilidade nos valores e observe todo o conjunto: o maior lucro, o que mais adapta ao seu planejamento de finanças, o tempo que você quer obter retorno, as perspectivas de crescimento da área e o movimento do mercado.

 

Pronto, agora você está munido de informações sobre como identificar a melhor alternativa para você considerando as suas características e necessidades. É claro que os fatores acompanham os movimentos econômicos e por isso é sempre importante contar com o apoio de um especialista. Se estiver com dúvidas sobre qual é a melhor opção para você, nossos consultores estão disponíveis para auxiliá-lo. 😉

 

Abraços e até a próxima!

Carolina Vaisz

Entre na conversa 2 Comentários

  • Jorge José Costa disse:

    Gostei muito das dicas sobre “alugar ou “vender”.
    Vocês estão de parabéns por procurar auxiliar seus clientes ou futuros clientes através desse site.

    • Brognoli Negócios Imobiliários disse:

      Obrigado Jorge, que bom que você gostou! Estamos aqui para te ajudar a encontrar a melhor opção. Conte conosco sempre!

Deixe um Comentário